Carlos Eduardo Godoy

Biólogo, fotógrafo de natureza... Professor!

O que é uma Sequência Didática

Assim como em qualquer outra área de nossas vidas, o planejamento cuidadoso por parte do professor é certamente responsável pelo sucesso de suas ações.

Antes mesmo de entrar em classe, seus passos já foram pensados como em um jogo de xadrez, no qual cada jogada é antecipada com algumas rodadas de antecedência.

Como abordar o tema? De que maneira envolver os alunos e torná-los parte ativa no processo de ensino-aprendizagem? O que fazer caso a aula caminhe para tal direção? Como avaliar?

Assim, cada momento da aula pode, e deve ser pensado exaustivamente antes que realmente ocorra. Cada aula deve ser encarada como parte de uma sequência de atividades com “começo, meio e fim”.

Essa sequência encadeada de atividades metodicamente planejadas, cada qual com seus objetivos, material e estratégias, é chamada de sequência didática.

O uso adequado de sequências didáticas na prática pedagógica certamente contribui para a sua maior eficiência, uma vez que orienta professor e alunos em seu caminho de aprendizagem.

 

Como elaborar uma boa Sequência Didática

O primeiro passo certamente é estabelecer objetivos claros e precisos, que deverão ser atingidos como resultado de uma série de ações realizadas pelos alunos, seja na sala de aula, seja em casa ou outros locais. Os objetivos devem ser expressos na forma de expectativas de desempenho atreladas ao aprendizado esperado. Por exemplo: Espera-se que os alunos sejam capazes de comparar diferentes ambientes classificando-os de acordo com o grau de degradação decorrente de ações humanas.

O segundo passo é, a partir dos objetivos selecionados, escolher com atenção o tipo de evidência esperada dos alunos como prova de seu aprendizado. Ou seja, de que maneira podemos ter certeza de que eles aprenderam? No caso acima, podemos verificar seu aprendizado de acordo com a capacidade de, dentre um conjunto de imagens de ambientes, identificar seus elementos constituintes, identificar indícios da ação humana e classificá-los segundo o grau de alteração.

De posse dessas informações, o terceiro passo é elaborar um conjunto de atividades sequenciais que apresentem o tema aos alunos, motivando-os a se envolver no processo, desafiando-os, mobilizando seus recursos cognitivos, levando-os a utilizar seus conhecimentos prévios como ponto de ancoragem para novos conhecimentos, criando condições para que produzam e por fim, avaliando-os.

 

Sequência Didática no século XXI

Não há necessidade de atividades complexas para ser uma boa sequência didática, mas não há dúvidas de que é interessante aproveitar toda oportunidade para trabalhar com o aluno diversas habilidades que contribuam para a construção de sua autonomia.

Ao longo da sequência de atividades planejada é possível, e interessante, trabalhar aspectos como:

  1. Habilidades relacionadas ao uso de ferramentas tecnológicas como ferramentas de produtividade, sejam elas aparelhos eletrônicos (smartphones, tablets, Chromebooks, notebooks, câmeras fotográficas etc.) ou aplicativos para realizar tarefas específicas (editor de fotografias ou vídeos, editor de apresentações de slides, mecanismos de busca na web etc.).
  2. Habilidades ligadas à leitura e escrita, em especial trabalhando com gêneros textuais específicos e relacionados ao contexto de trabalho da disciplina.
  3. Habilidades específicas de determinadas matérias, como o planejamento e condução de investigações científicas, com coleta e análise de dados, argumentação baseada em evidências e elaborações de explicações e conclusões.
  4. Habilidades relacionadas à correta compreensão de comandos e realização de tarefas, tornando a atuação do aluno mais precisa e efetiva diante de instruções.
  5. Habilidades para trabalhar em grupo, como a capacidade de distribuir tarefas e responsabilidades, dar cabo de suas atribuições, ouvir e respeitar o próximo mesmo com ideias antagônicas, sintetizar ideias da equipe, comunicar resultados.

 

Finalizando

O planejamento detalhado de uma sequência didática trás benefícios inegáveis a professores e alunos, facilitando o trabalho de uns e melhorando a eficiência de outros.

Leia também o artigo sobre Flipped Classroom. Nele é apresentada uma sequência didática bastante simples, mas que leva em consideração algumas das ideias aqui apresentadas.

Pense a respeito.

Abraços.

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo).

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Blue Red Oranges Green Purple Pink

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction