Carlos Eduardo Godoy

Biólogo, fotógrafo de natureza... Professor!

Lições de casa que preparam o aluno para a aula seguinte não são novidade. O que tem contribuído para a disseminação do termo Flipped classroom (Aula invertida) é o uso da tecnologia como ferramenta de produtividade e material de apoio para alunos e professores.

Veja um exemplo de uso dessa estratégia:

Momento 1 - O professor seleciona, ou cria um vídeo (videoaula) com as ideias essenciais para a aula seguinte. Ele pode usar imagens, falar devagar, explicar detalhes... A gravação pode ser feita diante de uma câmera (o professor aparece), ou narrando uma captura de tela (aparecem os slides). 

Exemplo: Videoaula "Vivo ou não vivo"- https://youtu.be/MU6CrIRQYyM

Momento 2 - O professor dá como lição de casa uma atividade em que o conceito da videoaula é aplicado. O aluno pode assistir a videoaula quantas vezes desejar. Caso queira tomar notas, ele pode pausar o vídeo e retomá-lo depois. O acesso pode ser feito em notebooks, desktops, tablets e smartphones.

Exemplo:

     a) Assista à videoaula "Vivo ou não vivo" ( https://youtu.be/MU6CrIRQYyM ). Tome nota das ideias principais.

     b) Assista ao documentário sobre a Mata Atlântica (https://youtu.be/TjYAwYJJoy4)

     c) Responda as perguntas a seguir, registrando suas respostas e dúvidas no caderno.

          c.1) Liste elementos vivos e não vivos que caracterizam a Mata Atlântica.

          c.2) Descreva o ambiente apresentado no documentário. Escreva um breve texto. Caso tenha dúvidas, reveja a videoaula sobre o comando DESCREVER (https://youtu.be/r7k12uh0fQY).

          c.3) Identifique possíveis relações alimentares entre os seres vivos habitantes do local.

Momento 3 - Em classe, ao retomar a lição, a dinâmica é muito mais produtiva do que aquela em que a aula seria usada para apresentar e explicar o conceito de seres vivos. Os alunos chegam com perguntas resultantes da atividade proposta e perguntam ativamente, provavelmente mais do que se a aula seguisse a estratégia tradicional. Nesse exemplo, é possível discutir com os alunos a maneira correta de descrever um ambiente e partir para a construção colaborativa de uma cadeia alimentar do ambiente estudado. É possível também assistir à diversos outros filmes com imagens de seres vivos, enriquecendo a discussão. A preparação anterior do aluno, assistindo à videoaula e aplicando o conhecimento em exercícios, faz com que ele chegue à escola pronto para atividades mais elaboradas que uma simples exposição do conteúdo.

 

Tecnologia como facilitadora da aula invertida

Do ponto de vista do professor

Os telefones celulares atuais, com câmeras fotográficas e filmadoras, tornaram bastante simples a produção de videoaulas e outros tipos de material de apoio para inverter a aula.

Costumo estar atento às oportunidades que aparecem corriqueiramente, fotografando e filmando elementos da natureza e fenômenos naturais. Algumas vezes chego a montar experimentos para produzir o material desejado. 

O material produzido é armazenado, publicado, em meu canal no Youtube - Canal Sala de Ciências. Uma vez publicados, os vídeos podem ser acessados de qualquer local, a todo instante.

Esse tipo de material pode ser usado em diversos momentos da aula, para conquistar a atenção dos alunos, para evidenciar algum conceito, como apoio para lições de casa e aulas invertidas etc. Posso dizer que funciona como um conjunto de cartas na manga que auxiliam a tornar as aulas mais interessantes e motivadoras.

Do ponto de vista do aluno

Se por um lado (do professor) a tecnologia facilita a produção de material audiovisual com as câmeras dos smartphones, por outro lado (do aluno) ela também facilita muito o acesso ao material publicado.

 

Resumindo

  • Etapa 1 (Elaboração da atividade) - O professor elabora uma sequência de aulas com a estrutura: a) Preparação em casa e b) Realização em classe.
  • Etapa 2 (Seleção, ou produção, de material de apoio) - O professor seleciona, ou produz, vídeos que apresentam informações essenciais para o aluno participar da aula seguinte (ideias, dados do mundo real, procedimentos etc.). 
  • Etapa 3 (Orientação dos alunos) - O professor orienta os alunos com precisão: a) Acesse..., b) Assista..., c) Sintetize, elabore, descreva, compare...
  • Etapa 4 - (Aplicação da atividade em classe) - O professor organiza os alunos em classe de modo a utilizarem sua produção da lição de casa como base para o debate e nova produção, agora em sala de aula.

 

Recursos necessários

- Professor

  • Repositório de material de apoio audiovisual - Canais no Youtube: do próprio professor ou de outras pessoas / instituições. Exemplos: Canal Sala de Ciências (https://www.youtube.com/saladeciencias) e Canal OnEnglish Online (https://www.youtube.com/OnEnglishOnline).
  • Caso deseje gravar seu próprio material, o professor precisará também de uma câmera (pode ser de um smartphone) e de recursos para editar o vídeo.
  • Plataforma de gestão virtual de aulas (LMS - Canvas, Google Sala de Aula, Moodle, Claroline e outros) ou mesmo um site/blog no qual o professor pode publicar as instruções e os links para o material de apoio.

- Aluno

  • Equipamento com acesso à internet: notebook, desktop, tablet ou smartphone.

 

Finalizando

Hoje em dia podemos acessar a internet, e consequentemente o Youtube, praticamente de qualquer local. Isso quebra de vez as barreiras geográficas e temporais da sala de aula.

Pense a respeito! Reflita sobre suas aulas e experimente usar esses recursos.

Abraços.

Carlos Eduardo Godoy (Prof. Amparo).

 

Saiba mais sobre Flipped classroomhttp://flippedinstitute.org/learning-resources e http://www.educacontic.es/blog/flipped-classroom-herramientas-mas-destacadas-para-comenzar-invertir-en-tu-aula-dchicapardo

 

 

Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Blue Red Oranges Green Purple Pink

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction